MECÂNICA LEINDORF
desde 1948

Tudo começou em um pequeno galpão de madeira, na Curitiba dos anos 40, onde funcionava uma simples oficina na Rua Brigadeiro Franco, 2845, no bairro Rebouças. Fundada por Ewaldo Luiz Loepper, funcionário da extinta Casa Nikel (Autorizada Chevrolet), a oficina mecânica nasceu para realizar o velho sonho de “Ewaldinho” de ser dono da sua própria empresa, que juntou suas economias e edificou um barracão em 1948, nos fundos de sua residência. Para a equipe, convocou seu filho Ronaldo Loepper e seu genro Darcy Leindorf.

Mas em 24 de abril de 1964 a mecânica passou por uma inesperada mudança, quando Ewaldo, o idealizador da empresa, faleceu deixando seu sonho à deriva. Neste momento, os cunhados “Roni” e “Beppi”, apelidos que carregam até hoje, assumiram o comando da oficina. Começava ali uma parceria de sucesso que durou até 1966, quando Roni vendeu sua parte e seguiu para novos projetos, entre eles professor no Senai.

Agora “batizada” Mecânica Leindorf, a continuação da história ficou nas mãos do “Beppi”, que começou difícil e delicada. Descapitalizado e com quatro filhos, passou por um período crítico trabalhando com o apoio interino de sua fiel companheira Rosi, que nas horas de maior apuro aprendeu a rebitar lonas de freio e executar seu sangramento no famoso e universal “bomba e segura”.

Em 1976, com a situação financeira estabilizada, e com novos funcionários na equipe, conseguiu comprar seu primeiro carro 0 km, uma kombi bicolor vermelha e branca, com direito a cortininha e um vistoso siri na manopla do câmbio. Com esta mesma “viatura” foi buscar na Maternidade São Vicente sua esposa com seu 5º filho, o caçula Márcio Leindorf.

Todos os filhos do casal cresceram e aprenderam a andar entre carros e ferramentas, mas somente dois deles vestiram o macacão e prosseguiram com o negócio que o avô idealizou. Marcos Leindorf desde muito jovem deixou claro seu interesse pela profissão, pois deixava de brincar para ficar na oficina aprendendo o ofício com o pai. Em 1988 formou-se em matemática, e por alguns anos foi professor, mas o giz e os livros não lhe davam tanto prazer quanto o cheiro da gasolina e o ronco do motor. Márcio Leindorf chegou mais tarde à equipe, dividido entre as telas de pintura e as ferramentas, mas também optou pela oficina e deixou a arte como hobby.

Mas foi em 2009 que a empresa inovou colocando em prática outro nicho de serviço, o Personal Car e Embelezamento Automotivo. Foi o divisor de águas, onde hoje Marcos comanda a parte mecânica e Márcio a parte de espelhamento e estética automotiva. Você leva seu carro falhando e sujo e eles devolvem consertado e brilhando!